Web Blog: Diário de Uma Adolescente – Parte 2

{…}

2:00h p.m

Finalmente em casa. Quando cheguei não tinha ninguém, subi direto para meu quarto. Não quero nem ver quando a noticia do castigo do fim de semana chegar aos ouvidos da minha mãe, provavelmente ela vai me dá uma bronca daquelas – minha mãe quando resolve me dá um sermão, ela reza quase uma missa -.

Meus pensamentos perdidos foram interrompidos quando ouvi barulhos na escada, provavelmente era minha mãe e num hora dessas ela já deve estar sabendo de tudo.

– Sermão em 3…2…1… – mal acabei de contar e minha mãe já entrou no meu quarto com uma cara não muito agradável.

– Gabriela Duarte Munhoz, posso saber o que aconteceu na escola hoje?

– Pra que? Provavelmente o titio já te contou tudo.

– É ele já me contou sim. – ela deu uma pequena pausa e continuou – Por que você falou aquelas coisas para seu professor? – Milagre Senhor? Ela não vai me dar um sermão. Aleluia!

– Ah, mãe por favor né?! Eu, a senhora, o titio e até mesmo aquele professor, sabemos que ele não é muito do gênero respeitável né? Aquela sala é uma bagunça na aula dele, é quase insuportável ficar lá. – disse indignada.

– Gabi, você sabe que teu pai não gosta dessas suas indisciplinas na escola. E vai ficar furioso quando souber disso tudo.

– A senhora vai mesmo contar pra ele? Não é necessário já foi tudo resolvido. Se a senhora quiser peço até desculpas para aquele professor tapado.  – falei desesperada. Meu pai não é muito amoroso e tão pouco compreensivo.

– Gabriela – ela disse com tom de reprovação – Ele vai ficar sabendo sim, mais mesmo assim é bom você pedir desculpas para seu professor.

– Mãe faz um favor pra mim?

– Fala Gabi.

– Por favor não deixa colocarem aquelas flores fedidas do meu lado no cachão, e nem algodão no meu nariz, acho nojento, deixe toda minha herança para os necessitados e por favor não deixe ninguém da escola ir no meu velório.

Quando acabei de falar minha mãe estava quase se contorcendo de tanto rir, quando ela se recompôs colocou a mão no meu ombro e disse:

– Para de drama Gabi, seu pai não vai te matar. – ela parou e começou a rir, como se estivesse rindo dos seus próprios pensamentos e logo depois continuou – E se ele tentar pode deixar que vou pedir pra ele ser bem rápido para que não seja doloroso pra você. – logo depois voltou a rir descontroladamente.

– Ah mãe, obrigado pelo apoio. E agradeço pela sua preocupação pelo o sofrimento na minha morte. – falei irônica, mais quase rindo junto com ela.

– De nada Gabi. Agora vai almoçar vai e para de drama. – ela disse ao sair do meu quarto.

 

Deitei na minha cama, e comecei a rir lembrando do dialogo que acabara de ter com a minha mãe. Ela era a única pessoa que eu conseguia ser eu mesma, sem precisar de mascara de forte ou de menina prepotente. Com ela eu podia ser a Gabi, engraçada e divertida. Mais só com ela. Meu pai é juiz, por isso ele acha que deve ser serio e impor respeito o tempo todo, e isso dificulta – se não impede – o meu contando com ele. Pois ele age dentro de casa como ele age no tribunal. Amigos? Bom, eu não tenho amigos.

{…}

——————————————————————————————————————————————————————————————–

Por hoje é  isso amores, quero saber a opinião de vocês sobre a web. Deixem comentários! (:

Anúncios
Publicado em Web Blog por Liz Santos. Marque Link Permanente.

Sobre Liz Santos

Liz Santos, 16 anos, libriana, nascida em campinas –sp . Apaixonada por laços, caveiras, fotografias, livros, moda, skate, livros, chocolates, balas e cupcake. Um projeto de escritora, amo escrever – mesmo que as vezes só saiam besteiras -, futura jornalista e com uma mania super incontrolável de hipérboles. ADORO desenhos animados - em especial Os Simpsons e Bob Esponja -. Louca pela Avril Lavigne e os meninos do ATL *u*. Meu livro preferido desde o mês passado é A Ultima Música. Ficar horas na internet é meu hobby - seguido logo depois de dormir e comer -. Gosto de músicas dançantes e coisas que me façam rir. Valorizo cada pequeno detalhe da vida. Adoro pandas - meu sonho é encontrar um panda anão pra trazer pra casa*u* - e series como Two and a Half Man e Gossip Girl. Criei o Sonhos de Uma Manhã, no dia 5 de setembro de 2012, como uma distração pra ocupar minhas horas vagas e para poder dividir minhas histórias, dicas e meu amor por moda e escrever . Eu sempre tive vontade de ter um blog, e de um tempo pra cá essa vontade aumentou, mas eu tinha medo de não dar certo e blábláblá. Ai, tomei vergonha na cara e criei coragem pra por esse sonho em prática. Adoro postar todos os dias aqui e tenho minhas leitoras como amigas, que me fazem um bem danado quando eu entro aqui todos os dias e vejo quanta gente, de tantos lugares diferentes até mesmo do mundo lêem diariamente o que eu escrevo. E sinceramente? Isso é muito gratificante. E se tem uma coisa que eu me arrependo até hoje é de não ter criado esse blog antes.

Deixe Seu Comentário Sobre o Post... (:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s